Pensamentos soltos · Relações humanas

Da escola

 

Último dia de Setembro. Outubro à espreita e, com ele, recomeços e/ou mudanças.

Fruto de vários anos nos bancos de escola e, mais tarde, nas cadeiras um pouco mais cómodas da universidade, para mim, o ano continua teimosamente a começar em Setembro/Outubro e não em Janeiro…

Na minha prática clínica, esta é também a altura em que os pais zelosos procuram o psicólogo em busca de respostas…

Mais tarde, geralmente no final do primeiro período, quando surgem os primeiros resultados, é a vez dos pais preocupados e ansiosos procurando soluções…

Motivo: “Insucesso Escolar”.

Este post é para vocês, pais de crianças em idade pré- escolar e escolar.

A evitar:

– Centrar-se no sucesso escolar;

– Não falar com os professores;

– Reações hiperemotivas. A despedida na chegada à escola deve ser curta. (Só mais um beijinho e voltar atrás para mais um abracinho, espreitar para ver se ficou a chorar não vale!)

– Sobreproteção. Esta gera dependência, medo de correr riscos, medo de confrontação com o fracasso (real ou possível);

– Autoritarismo ou, por outro lado, permissividade;

– Comparações: “Em comparação com a irmã mais velha, o trabalho do André parece do pré-escolar. Nos irmãos gémeos, há pais que optam por coloca-lo em turmas diferentes para contornar a questão da comparação.

– Os “should”: A minha filha é inteligente, por isso deve ter “muito bons”.

 

Nunca é demais referir que é importante realçar os aspetos positivos da criança. Não raras vezes, no final da consulta com os pais, peço-lhes para me enumerarem três qualidades dos filhos. Surpreendentemente, a maioria revela dificuldade em fazê-lo…

Os pais influenciam as crenças dos filhos sobre as suas competências, levando-os a criar expectativas de desempenho.

Mais do que olhar para o sintoma, há que olhar para a causa e compreender o insucesso.

Li há dias, numa revista semanal que compro quase religiosamente, uma entrevista com um professor universitário que dizia isto: “Nenhuma criança consegue aprender se estiver triste”. Muitas vezes, o que acontece é que a escola é muito boa a detectar insuficiências mas inapta a descobrir e valorizar os talentos.

Pensando na auto-estima da criança, as actividades (vulgo AECS) assumem um papel fundamental. Não apenas poderão valorizá-la, como são um instrumento valioso na criação de rotinas e de organização.

Sobre as rotinas:

Hoje em dia, a palavra “rotina” acarreta um sentido quase depreciativo. Associa-se a algo monótono, aborrecido… Porém, a rotina é organizadora e (também!) a criança precisa dela.

Os horários deverão ser pouco flexíveis, de maneira a que a criança possa, ela própria, antecipar a atividade. Ela aprenderá que “dali a pouco” são horas de ir para a cama.

É fundamental instituir-se horas para jantar, para deitar, para acordar e poder desfrutar de um bom pequeno-almoço. Deparo-mo quase diariamente com crianças que vão para a escola sem pequeno-almoço (fiando-se os pais no lanchinho da manhã na sala de aula) ou que “vêm a comer qualquer coisa” comprada no café da esquina porque, no meio do rebuliço do “levanta-te!; come!; veste isto!; já estamos atrasados!” não houve tempo… E lá chega a criancinha à escola com o bolo de arroz mais ou menos mastigado meio desfeito no guardanapo, ainda com a lágrima no conto do olho que não secou com a birra, trazida pela mão de uma mãe ou de um pai fora de horas e com os nervos em franja!…

Para precaver um cenário equivalente, institua as rotinas. Preparar a mochila e escolher a roupa poderão ser feitos de véspera.

Participe nas atividades da escola: festas temáticas, reuniões, encontros de pais.

Lembre-se que o BRINCAR é um TPC tão importante quanto o problema de Matemática da página 32. A criança deve “brincar a aprender e aprender a brincar”, para que goze de um desenvolvimento harmonioso e, ao final do dia, regresse a casa… “de barriga cheia”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s