Pensamentos soltos · Relações humanas · Uncategorized

Quando é que param de perguntar: “Quando é que (…)?

Quem ainda não ouviu: “Quando é que (…)”?

Se o flirt já dura há tempo suficiente para “a coisa” ter nome, vêm as vozes:

Quando é que apresentas?

Se já se deu o “meet the parents”, então:

Quando  é que te casas?”…

Os mais comedidos, lá evitam o advérbio e contornam a questão:

“Então e vocês, pensam nisso?”

Se por acaso até já dissemos o “sim”, o quando seguinte não espera…

“Então e Quando é que tens filhos?”

E se, por acaso, já juntámos as escovas de dentes, casámos e até já nos reproduzimos… Não estamos imunes, porque:

“Então e Quando vem o segundo?”…

Tive gémeos, desta livrei-me!…

Ou não, porque como a combinação cromossomática não encomendou o casalinho, eis que:

“Então e Quando vem a menina?”…

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s