Uncategorized

Artur

Sabes de cor todas as cores e escolhes sempre o castanho, a cor dos teus olhos que, correndo o risco de cair em lugares-comuns, nomino de raios de luz.
E, por luz, procuras sempre a da lua, mesmo quando luminescência do dia se te confronta. E tem dias em que ela até te faz a vontade, o que me deixa em sérios apuros numa autêntica ginástica intelectual de explicações de astronomia para menores de 3…
Declaras guerra aberta ao sol quando teimas em acordar todos os dias antes dele. “O xol ainda não acudou!…”, dizes, glorioso, enquanto te beijo a bochecha ainda quente do sono.
E são esses momentos que temos só para nós, quando o cosmos está em sono REM…
Tens medo do eco e das ondas, mas enfrentas os grandes que abalam o sorriso do mano. Apertas cada vez mais o abraço e quanto mais apertado, mais dilatado se acha este músculo que tenho no lado esquerdo do peito.
Detestas o cinto de segurança, que te reprime o contorcionismo para não perderes pitada e exaspera-te que a cidade mova sem que tenhas tempo de a decorares.
Teimas em andar sempre descalço, qual Tom Sawyer!?…
Cedo conheceste as letras e os números e insistes em pôr o nove a cada contagem de três. (Ninguém me convence que não estás a tirar a prova do dito à nossa atenção).
Adoras fazer música e acreditas que o produto se assemelha à nona sinfonia.
E dizes: “Mamã, dança!”
E eu danço !…
E tu ris!
E ris com a cara toda!…
#arturIMG_20191221_182955_322.jpg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s