pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Filhos como nós

Nunca quis que os meus filhos que se parecessem comigo. Nunca aspirei a que se parecessem com aquilo que eu sou, ou melhor (ou pior!), com aquilo que eu não sou, por nunca ter chegado a ser.
A diferença de género pode ter ajudado a não projetar neles os meus sonhos não concretizados ou intenções de ser não consumadas.
O pai toca guitarra.
A mãe sonhava ser bailarina.
O talento de manipular as cordas do instrumento é uma graça que ainda não lhes vislumbro, mas arrisco adivinhar que, com grande probabilidade, não dançarão nas pontas dos pés.
Esta mãe hoje sonha que nunca ponham a viola no saco e fechem a porta aos sonhos que, à primeira vista, parecem não ter conseguir entrar… E que mantenham a vista nas pontas dos dedos (das mãos) sem nunca deixarem de perguntar “porquê”… Oiço, muitas vezes, pais que dizem desejar que os filhos venham a “ser alguém”. Eu sonho que sejam eles mesmos.
#mae; #sonhos; #palavras; #demaeparafilho; #sercriança; #maedegemeos; #psicóloga;

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s