Uncategorized

Avos

Tens saudades. Não o dizes, mas mostra-lo de uma forma tão explicita que só quem faz ouvidos moucos aos tímpanos da alma consegue não ouvir. E, convenhamos, saudade é uma palavra tramada para quem confunde esquerda com direita e “ontem” com “amanhã”.
E se do lado direito do juízo procuras uns quantos porques, do lado esquerdo do peito não encontras o esconderijo dessa dor pequenina.
Não queres saber do “já” com que te respondem. Ele anda de mão dada com essa tal de saudade e tu já queres largar a mão. E “Não é já, é agora!”, não é o que ouves?! Sim, a tua saudade tem nome.
Se a saudade é fado, podes cantá-lo, meu amor, até que te falte AvóS.
Eu sou toda ouvidos. E braços também.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s