pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Tristeza e depressão

A verdade é que a tristeza não é confortável, não lhe encontramos posição e evitamo-la a todo o custo. 
A verdade é que temos pouco espaço para estarmos tristes. 
O discurso insuportavelmente positivo que nos assalta quase diariamente, as vozes-comando de otimismo e felicidade a metro acabam por ser formas de camuflarmos a tristeza, pormos-lhe corretor por cima e disfarçar com maquilhagem a icterícia dos sorrisos amarelos. 
Um lugar que blasfema a tristeza não é anti-depressivo.
Não confundamos euforia (que é defensiva, um sentimento de triunfo sobre a dor) com alegria, que a encontra e a transforma.
E a maior parte de nós não se apercebe que, ironicamente, a forma mais eficaz de ficarmos presos a uma dor é fugir dela.
A tristeza é o melhor anti-depressivo que existe. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s