pais e filhos · Pensamentos soltos · Uncategorized

Dar música à tempestade

A tempestade pede abrigo no sofá. E quando as frequências de vibração lá fora fazem olhos arregalados e corações sobressaltados, ninguém “põe a viola no saco”. Aumentamos a intensidade sonora e subimos os decibéis numa guerra aberta entre notas. E se a tempestade lá fora não tiver (o) dó… Não faz mal: Há um pai-partitura… Continue reading Dar música à tempestade

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

Coisas vossas

Desculpem-me a data em branco. Não é desmazelo, é dessaber. Mas este dessaber tem uma razão de ser. Tenho para mim, contra tudo o que é racional, que o fizeram ainda nas naquelas caixas de vidro, aquele T0 onde viveram nos primeiros (e segundos e terceiros…) dias da vossa (e da nossa!) vida. Tenho para… Continue reading Coisas vossas

Pensamentos soltos · Uncategorized

E quando o pai natal… Mete medo?!

Quem tem medo do Pai Natal? Nem todas as crianças vêem no pai natal um velhinho barrigudo e ternurento. Nem todas riem com os “HoHoHo” ou vêem nas barbas brancas algodão doce… O medo do Pai Natal é bem mais frequente do que se poderá imaginar. Começa exactamente por aí: imaginar… O medo dos seres… Continue reading E quando o pai natal… Mete medo?!

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

“Gosto de todos por igual”?!

Não, não gosto dos dois da mesma maneira. E aquilo que (alguns) pais gostam de afirmar, mais em jeito de apregoar: “Eu gosto de todos da mesma maneira!!” NÃO É VERDADE! Sim, pode chocar dito desta forma. Porém, vejamos: Cada criança é única. Uma é mais carinhosa, astuta ou delicada… A outra audaz, inquieta e… Continue reading “Gosto de todos por igual”?!

casal · Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Uncategorized

“Agora que temos um bebé é que começamos a discutir?”

“Agora que temos um bebé é que começamos a discutir?” Ouço-o vezes sem conta e constato que muitos casais têm dificuldade em reajustar-se a esta… de somar. E não sou eu que o digo, é a matemática destas matérias que dá o resultado: grande parte das separações/ divórcios acontece nos dois primeiros anos de vida… Continue reading “Agora que temos um bebé é que começamos a discutir?”