Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Uncategorized

Estamos grávidos!

Infertilidade. Esse palavrão! Fui, diversas vezes, confrontada na minha prática clínica com mulheres que me procuraram com esta problemática.O diagnóstico é vivenciado com uma série de sentimentos: negação, depressão, ansiedade, revolta, angústia. Ora, vamos por pontos: Ponto 1) Infertilidade não é sinónimo de esterilidade! Isto é, o diagnóstico de infertilidade não é uma sentença para… Continue reading Estamos grávidos!

Exercício físico · Gravidez-pais-filhos · Relações humanas · Uncategorized

Mexam-se!

O desporto fez, desde sempre, parte integrante da minha vida. Aprendi a fazer o “plie” antes de saber saltar ao elástico e calçei as sapatilhas de ponta antes dos saltos altos. Com a parvoíce inerente à idade do armário, guardei lá dentro as sapatilhas, embora numa gaveta bem à mão (foi, portanto, uma parvoíce consciente)… Continue reading Mexam-se!

Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Dos Cuidados Intensivos Neonatais para os intermédios

(este post vem no seguimento deste Piso 8. Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais e deste Pari às 28 semanas) Síndrome do ninho vazio”, é assim designado o quadro vivenciado pelos pais quando os filhos saem de casa… E quando os pais, acabados de o ser, regressam a casa sem os filhos, acabados de nascer? Nem… Continue reading Dos Cuidados Intensivos Neonatais para os intermédios

Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Pari às 28 semanas

Esta sou eu, grávida de gémeos de 26 semanas. Estava longe de imaginar, mas os gémeos nasceriam apenas uns dias depois. Sim, pari (“parir” é um termo médico, que não choque os mais sensíveis) às 28 semanas. (Para quem não fala “gravidez” ainda não tinha 7 meses). Hesitei muito antes de escrever este post. Uma… Continue reading Pari às 28 semanas

Alimentação · Gravidez-pais-filhos · paparocas · Uncategorized

Que papas usas para os teus bebés?

  Perguntam-me várias vezes: “que papas usas para os teus bebés”? Respondo que uso a imaginação. Encho o peito e posso dizer que, aos dois anos, não sabem o que são farinhas/açucares numa caixa. Esta é de polenta com bebida de amêndoa (sem açucar) e banana. Já combinámos que amanhã temos papa cor-de-rosa com batata… Continue reading Que papas usas para os teus bebés?

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas · Uncategorized

“Bitaites” de uma avó para um filho:

Veste-lhe um casaquinho. Está fresco na rua; Põe-lhe a mantinha. A dormir é que eles crescem! Esta roupa que ele traz hoje não é a que lhe fica melhor.. Quem é que o vestiu? O que leva esta sopa que ele come? Não está muito grossa? É a tua mulher que faz? E Não leva… Continue reading “Bitaites” de uma avó para um filho:

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Tive gémeos prematuros e não consigo explicar isto à Segurança Social!

Gravidez de gémeos. Parto prematuro às 28 semanas (na língua dos não-grávidos”, aos 7 meses). Os gémeos passaram os seus 70 primeiros dias de vida na incubadora. Fatores emocionais à parte (noutro post), vamos aos burocráticos: A licença de maternidade começa, por defeito e automaticamente, a ser gozada imediatamente após o parto. Primeira questão: Pois… Continue reading Tive gémeos prematuros e não consigo explicar isto à Segurança Social!

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Não tenho tempo! Estou de licença de maternidade…

Perguntam-me: “porque nunca mais escreveste?”… E eu respondo: “ Não tenho tido tempo!…” Sempre imaginei a altura da licença de maternidade com um certo romantismo associado. O bebé acorda bem-disposto, mama com vontade e perícia, depois de uma noite bem dormida. A mãe toma depois o seu pequeno-almoço sentada à mesa com o pai e… Continue reading Não tenho tempo! Estou de licença de maternidade…

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Parabéns! São gémeos!!

Parabéns!! São gémeos!! Naquele instante, o meu mundo parou!… Deixei de ver a imagem que o ecógrafo projetava, de ouvir as palavras entusiastas da médica, de sentir o aperto da mão do R, já inebriado de felicidade!… (O estado de pânico deve ter-lhe durado não mais do que uns 30 segundos…) Gelei!… “E agora”? “E… Continue reading Parabéns! São gémeos!!