Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Mãe… A Minha!

Mãe Substantivo feminino. No meu dicionário, porém, é também um adjectivo e tem flexão em grau superlativo relativo e absoluto: a “mais mãe”; “mãezíssima” e “muito mãe”. É também um verbo que pode conjugar-se em tempos vários, em pretéritos imperfeitos, perfeitos e mais-que-perfeitos!… Quando perguntamos a uma criança de 3 anos: “como se chama a… Continue reading Mãe… A Minha!

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Quem tem medo do Pai Natal?

Não é raro, por esta altura do calendário, ser consultada por diferentes pais pelo mesmo motivo: o medo do Pai Natal. Com efeito, nem todas as crianças riem com os ”HoHoHo” ou vêem nas barbas brancas uma mantinha de algodão e o medo do Pai Natal é mais frequente do que se poderá imaginar. Começa… Continue reading Quem tem medo do Pai Natal?

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos

“As vozes”

As “vozes” No que toca a gravidez, não há vivalma que não opine, entenda ou alvitre. Não há quem não se pronuncia, decrete, julgue ou determine. Cada cabeça sua sentença! É sobejamente conhecida “a voz” omnipresente que assombra os ouvidos da recente mamã. “A voz” (a homofonia com “avós” não será mera coincidência, mas não… Continue reading “As vozes”

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

A criança no hospital

O internamento hospitalar é quase sempre um acontecimento perturbador e disruptivo. E quando é uma criança a ter de vestir a bata do hospital? Fui recentemente procurada pelos pais angustiados de “Alice” (chamemos-lhe assim), com 2 anos de idade, que, devido a perturbações respiratórias teve de ser internada na ala pediátrica. Em termos teóricos e… Continue reading A criança no hospital

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

ComTradições!

Porque “sempre foi assim”!… E esta resposta dá cabo de mim. Esta é a resposta que, não raras vezes, ouvimos quando ousamos questionar alguma coisa… que “sempre foi assim”… Eu, ousada, ouso: Porque é que só há fraldários nos WCs femininos? Porque “sempre foi assim”? Porque mudar a fralda ao bebé é tarefa que sempre… Continue reading ComTradições!

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos

As hormonas são lixadas!

Ouvia os relatos das grávidas sobre os afamados enjoos, desejos e intempéries emocionais e fazia a triagem da informação… “Exagero q.b., leves chamadas de atenção camufladas, alguma dose de carência afetiva”, supunha… Ora bem: Para mim, que, dos melhores repastos que me podem oferecer, é um belo peixe fresco grelhado no carvão, dei por mim… Continue reading As hormonas são lixadas!

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Embaraços

Tenho que o dizer! Declaro-me surpreendida com a atenção com que a “pessoa da grávida” é tratada por terceiros! Situação 1: Metro “à pinha”. Um sujeito atento volume do meu vestido, oferece-me o lugar que tinha vazado há segundos e que ele próprio cobiçava. Uma outra sujeita antecipa-se e dirige-se para o desejado assento. Antes… Continue reading Embaraços

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas

Desliga isso!

Observo a mesa do lado com uma família (mãe, pai e dois filhos). Enquanto esperavam pelo pedido, os quatro elementos mantinham a cabeça baixa, agora não já no menu, mas no smartphone!… Cada um com o seu! O aparelho é posto de lado, apenas quando chega o prato. Ou melhor, só depois da fotografia ao… Continue reading Desliga isso!

Gravidez-pais-filhos · Pensamentos soltos · Relações humanas · Uncategorized

A grávida… E as outras!

O clique deu-se hoje quando atravessava, numa rua movimentada, uma obra em funcionamento com toda a parafernália envolvente: baldes, tintas, andaimes… Os excelentíssimos senhores trabalhadores descansavam do trabalho pesado e faziam, na altura, a sua hora de almoço. Sentados onde podiam, cerveja numa mão e marmita com “puxa-carroça” na outra. Os condicionamentos à volta da… Continue reading A grávida… E as outras!

Gravidez-pais-filhos

Força da gravida(de)

Não se refere este post à força da atração dos corpos (aliás, bem pelo contrário) e tão pouco será “grave” a adaptação dos ditos à gravidez, mas, ponto um: como em (quase) tudo, há que usar um pouco de humor e, ponto dois: é preciso, sim, alguma força de resistência… Aproveitando o embalo da habitual… Continue reading Força da gravida(de)