Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Mãe suficientemente boa

Suficiente: que é bastante; que satisfaz. A “mãe suficientemente boa”, conceito psicanalítico, não é a mãe perfeita. A mãe suficientemente boa não é totalmente boa ou totalmente má, é suficiente. A mãe suficientemente boa é aquela que atende às necessidades do bebé, mas também que o frustra, ao mostrar-lhe que ele não terá os seus… Continue reading Mãe suficientemente boa

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Perdoar uma Traição?

TRAIÇÃO Passo a citar: “Acredita que é possível perdoar uma traição, mesmo que pequena?” Confesso que a pergunta me desconcertou. Não sei o que é uma “traição pequena”. Desconheço medidores, escalas ou indicadores. O que faz qualificar (ou antes, quantificar) uma traição como grande ou pequena? Como se deu? O número de vezes? Com quem… Continue reading Perdoar uma Traição?

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Amor em tempos modernos

Tenho uma dificuldade confessa na gestão tecnológica das relações A minha forma de amar não fez upgrade. Ainda prefere o toque dantesco da campainha à música polida dos 4G, um rabisco num guardanapo de papel ao emoji mais elaborado do teclado ou um silêncio cúmplice do momento à conversa dirigida do tempo. Até agora esta… Continue reading Amor em tempos modernos

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

CRIANÇAS QUE NÃO DÃO TRABALHO

Quando oiço pais dizerem: “Ele/a não dá trabalho nenhum”; “nem se dá por ele/a” fico imediatamente sob alerta laranja. Este filho que não dá trabalho é o filho que os pais não levam à consulta. O outro, aquele que os deixa de cabelos em pé, é desarrumado, irrequieto, turbulento, até por vezes insolente, é o… Continue reading CRIANÇAS QUE NÃO DÃO TRABALHO

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Objecto transitivo

No meu caso, era uma boneca, oferecida num natal qualquer. Nos últimos tempos, perdera as pestanas e dois dedos do pé e os fios do cabelo outrora brilhantes tornaram-se numa coletânea de nós cujo desembraçar se tornara inviável. Também já não tinha roupas e usava a mesma combinação (em tempos) branca. Não podia tomar banho e… Continue reading Objecto transitivo

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Estar só!

Estar só! Já fui daquelas pessoas que nunca conseguia estar sozinha. Deixava passar aquela peça em cena, adiava o japonês ou perdia um dia de praia se não tivesse companhia. Não me lembro de quando, exatamente, deixei de ser e de quando verdadeiramente comecei a gostar de estar, de vez em quando, só comigo. Lembro-me… Continue reading Estar só!

Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Uncategorized

Grávidos e recém-pais

AOS GRÁVIDOS e RECÉM-PAIS Tenho acompanhado de perto algumas grávidas e recém- mães neste período de quarentena. Independentemente de todas as emoções positivas inerentes à gravidez, o estado de emergência vem tirar alguma graça ao estado assim chamado. Na realidade, o papel do pai começa muito antes de atravessar as portas da sala de partos.… Continue reading Grávidos e recém-pais