pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · Uncategorized

Este filho que parimos

Esta sou eu a entrar no bloco de partos. A Psicologia da Gestalt diz que o todo é mais do que a soma das partes.“A+B” não é simplesmente “A+B”. A soma dessas partes dá origem a “C”.E não basta que A e B se amem, é preciso amarem também C, que é, nem mais nem… Continue reading Este filho que parimos

Gravidez-pais-filhos · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Se não os tivesse

Penso muitas vezes em como seria a minha vida se não os tivesse. E, ainda que não apregoe aos quatro ventos, sei que a maioria, se não a totalidade, dos pais o faz.  O tempo sem régua é talvez o luxo de que mais me custa abdicar. Entregar-me à displicência de uma sesta sem hora marcada, à preguiça… Continue reading Se não os tivesse

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Vamos todos ficar bem?

Fala-se hoje mais do que nunca da importância do positivismo e do otimismo.  O Instagram foi inundado de mensagens quase eufóricas; criaram-se hashtags próprios, desenhos específicos e uma corrente que insiste em ver o copo meio cheio, senão a transbordar. Pessoalmente, já não posso com os #vamostodosficarbem . A verdade é que, para muitos, #naovaificartudobem, não… Continue reading Vamos todos ficar bem?

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Mulheres

Vais ouvir muitas coisas sobre as mulheres.Vais ouvir dizer que não são amigas, que são invejosas, que são cínicas, que são superficiais, complicadas e exageradas. Vais ouvir dizer que “misturam tudo no mesmo saco”, “fazem tempestades num copo de água” e muitas outras coisas. E vais ouvi-las não só dos homens, mas das próprias mulheres. As… Continue reading Mulheres

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Amor maior

É o amor mais singelo. Não tem artifícios ou fórmulas. É transparente na forma como se vive, mas opaco a variações. Não é SÓ, mas é TODO dar. O receber vem por acréscimo, é natural e espontâneo, não moeda de troca. É talvez a única forma de amor que vive bem na sua desproporcionalidade e incondicionalidade. Não… Continue reading Amor maior

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

A lógica das crianças

Ontem dizia a um deles dos gémeos: _ “Anda. Vem sentar-te à mesa!”_ “(risos). Tu enganaste-te! Não é na mesa. É na cadeira!”As crianças são carniceiras da razão, bastiães da justiça e, para elas, há apenas uma verdade, e uma verdade de uma lógica tão crua e transparente, que só quem não assassinou a criança dentro… Continue reading A lógica das crianças

casal · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Casar todos os dias

Não se trata de casar naquele dia, trata-se de casar todos os dias.Não suporto ouvir teses de como “depois do namoro vem o casamento”. Como se o namoro fosse a primavera e o casamento uma estação (terminal) apinhada de sacos de compras, filhos e contas. Como se o namoro acabasse com o casamento. O que ninguém… Continue reading Casar todos os dias

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Já temos idade para ter juízo!

Surpreende-me a quantidade de vezes que vejo pais que falam dos filhos como se eles não estivessem lá. Não se coíbem de comparecer à consulta exclusiva de pais do psicólogo com a criança pela mão, não adiam a conversa com a vizinha com quem se cruzaram no átrio ou não adiam aquele telefonema.Pensam mesmo que… Continue reading Já temos idade para ter juízo!

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

E se vivêssemos no agora?

Depois da App que permitia vislumbrar como seríamos daqui a umas dezenas de anos, chega uma que nos dá um lamiré de como seriámos se mudássemos de género. Não é que me assuste ver-me com pele enrugada e cabelo grisalho. O que me assusta mesmo é tomarmos como adquirido que temos mais 20 ou 30 anos… Continue reading E se vivêssemos no agora?

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas

Pais em estado de sítio

Não pais, não tenho a receita para se resistir equilibradamente à quarentena.Não sei quais são as doses precisas de calma quando a sala de estar foi convertida em escritório “open space” apoderado de “playground”. Não sei quais são as porções de serenidade devidas quando se medeiam conflitos fraternos e se intercalam birras dos mais novos,… Continue reading Pais em estado de sítio