pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos

Eu acredito

Acho que uma das particularidades mais enfadonhas do crescer é deixar de acreditar em fadas.As bocas desdentadas, o cabelo à tigela, o peixe ainda com espinhas e o despertador são ligeiros dissabores incluídos no pacote “all inclusive”. Mas deixar de acreditar em fadas, isso sim, são as verdadeiras dores de crescimento. Tenho para mim que o… Continue reading Eu acredito

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos

Filhos únicos

Sempre tiveram a tendência de falar neles na terceira pessoa do singular e autodenominar-se com o nome próprio, um pouco à jeito de jogador da bola em conferência de imprensa, com a diferença que, no caso deles, os decibéis dispensam microfones e a dicção legenda.Os nomes próprios são Artur e Duarte, mas há dias que… Continue reading Filhos únicos

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

O meu irmão

Ele veste a camisola amarrotada porque tábua, só a rasa, de vivências e de estórias narráveis em jeito de prosa. Tem dias que também a que leva debaixo do braço para se fazer às ondas, que não teme, mas respeita. Ele mostra-lhe que não é o ter medo que nos torna mais fracos, mas desafiá-lo… Continue reading O meu irmão

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

Irmãos

Temos o mesmo jeito de falar e, desde cedo, confundir os parentas (parentes nos entas) que ligavam para o telefone com fio era um regalo partido a meias. Não temos telefone com fio, restam-nos as piadas só nossas. Não nos beijamos muito, abraçamo-nos mais e “sacudimo-nos” ainda mais (dizer batemo-nos ou apalpamo-nos parece mal…) Falamos… Continue reading Irmãos

pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · só entre irmãos · Uncategorized

Separar ou não os gémeos?

Separar ou não gémeos na escola? Já fui confrontada com esta questão as vezes suficientes para escrever sobre ela. Perdoem-me se defraudo algumas expectativas mas “escrever sobre” não significa responder partidariamente. Como se não bastasse, o meu “eu-psicóloga” e o meu “eu-mãe-de-gémeos” são siameses e, portanto, impossibilitadores de responder separadamente. Os argumentos pró-separação alegam razões… Continue reading Separar ou não os gémeos?

Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

Coisas vossas

Desculpem-me a data em branco. Não é desmazelo, é dessaber. Mas este dessaber tem uma razão de ser. Tenho para mim, contra tudo o que é racional, que o fizeram ainda nas naquelas caixas de vidro, aquele T0 onde viveram nos primeiros (e segundos e terceiros…) dias da vossa (e da nossa!) vida. Tenho para… Continue reading Coisas vossas

Pensamentos soltos · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

É teu!!

O paradoxo fraterno de sabor agridoce. Jornada (contínua!) de disputa de pertences, pronomes possessivos (“não é teu, é meu!”) complementos diretos e até verbos transitivos (é inconcebível partilhar o “querer”, o “gostar”…). À noite, a narrativa é poema e há que zelar a todo o custo para que o outro leve consigo o que, afinal,… Continue reading É teu!!

Escapadelas e experiências · pais e filhos · Pensamentos soltos · Psicologias · Relações humanas · só entre irmãos · Uncategorized

A casa só para mim!

A nossa casa nunca está vazia. Na nossa casa está a mãe, o pai e dois filhos que estão sempre juntos e tudo partilham: escola, brinquedos, refeições, brincadeiras, o quarto, tempo de pai e de mãe, zangas e gargalhadas. Se esta maravilhosa partilha permanente e incondicional é uma benção, às vezes (só às vezes) também… Continue reading A casa só para mim!